Urandir : Preso pela primeira vez um fóton de luz – Ciência em debate


Urandir : Preso pela primeira vez um fóton de luz

Era um sonho que Albert Einstein sempre teve: o de observar um fótom preso por um segundo. Infelizmente Einstein não conseguiu viver para ver esse fato sendo realizado, através do pesquisador Clément Sayrin do laboratório Francês Kastler Brossel. Ele e seus colegas comseguiram manter de forma permanente um número constante de fótons  aprisionados em uma cavidade de microondas.
Esse fato foi aclamado pela comunidade científica pois os fótons obedecem a regras de mecânica quantica e não as regras de mecânica clássica

Esse fato veio de encontro a algumas pesquisas de física quântica realizadas pelos pesquisadores do Projeto Portal e por seu presidente e pesquisador Urandir Oliveira. Urandir vem realizando diversas pesquisas dobre realidades paralelas, deformidades de espaço-tempo, efeitos gravitacionais sobre a luz, entre outras. Muitas dessas realidades somente concebidas através de teorias por cientistas como Einstein  estão sendo levadas à pratica por alguns centros de pesquisa ao redor do mundo. E nesse rol incluem os pesquisadores do Projeto Portal e do Centro Tecnológico Zigurats.